Filiado à

A ALMA DA ESCOLA! Por: Marcio Ribeiro 1

A ALMA DA ESCOLA! Por: Marcio Ribeiro

Para o Prof. João Antônio Cabral de Monlevade, consultor do MEC e coordenador nacional do Pró-Funcionário.

“Quando eu me aposentar,

Não quero nem passar,

Em frente a essa escola…”

Espanto! Apesar do indivíduo autor da frase,

Sustentar-se como Administrativo,

O conheci no trabalho sob essa fala,

E já soube que seria o seu contrário… Ou não?!

Penso que Escola seja Recepção, Afeição,

Administrativos são Educadores para a vida toda,

Partícipes, Trabalhadores, Pró Ativos, Solícitos,

E não Escravos do fazer OBRIGADO, segundo João Monlevade!

Os Importantes na Escola,

Somos nós Administrativos, Administrativas!

Porque Educação não incita apenas Ouvir,

Mas o Fazer, o Olhar, o “Coraçãocizar” e o Sentir…

Educar é apropriar-se de Cultura:

Cheiros, Plantios, Simpatia, Afazeres, Hortaliças, Limpeza, um “Olá, Bom Dia!”.

A Tia da Merenda é Alquimista,

Inovar o fazer, o estilo é Ação Educativa…

Somos a ALMA DA ESCOLA!

Somos mais Importantes que pensamos,

A indiferença da Sociedade não nos importa.

Da Limpeza, da Cozinha, da Porteira,

Do Zelador, do Multimeios ou da Secretaria,

Nossa atividade fim é a Educação,

E não mais a Escravidão…

Terceirização é a nova Desigualdade,

Que leva à Criminalidade…

Mas precisamos sair da parte do simples ofício,

Como diz Abicalil:

Profissão exige Formação Política!

Missão do funcionário não é só ocupação,

Igualmente ao Professor é ser Educador!

Como num Círculo de Cultura,

Precisamos quebrar paradigmas,

Dar importância ao que Somos,

Valorizar-nos, cultivar nossa Auto Estima…

Mesmo diante de desafios, patologias:

Perante o Etílico, Depressão, Desequilíbrios…

Caso o parceiro, parceira se queixarem, leve-os a sério,

Não é brincadeira, não ignore,

Não diga que vai passar… Porque não vai!

Procuremos Ajuda, mas também pratiquemos a Empatia.

A tristeza pode bater à porta,

O desânimo ao se levantar de manhã, o cansaço,

O Pânico que trava, um trabalhão danado…

Sabemos que isso não é “vagabundagem…”.

Em nossas fugas o problema some,

Mas volta em forma de insônia,

E este é o primeiro sintoma,

Para todas as doenças…

Estresse pós-traumático, transtorno obsessivo:

Auto Conhecimento nisso tudo, colega,

Não absorva o que não é seu,

Mas também não descarte o seu “lixo” pela janela…

Nossa profissão deve ser atraente,

Com especialização para sobreviver ao tempo,

E um Sindicato como o SINTED que nos Represente,

Legalmente, Dignamente e Efetivamente…

Não somos Padres Jesuítas,

Mas também não somos Escravos,

Ou Coadjutores de verdade como no passado! Nem Professores!

Somos ativos EDUCADORES!

Por mais Inovações e Respeito.

O nosso Dever tem esses Direitos.

Por menos vassouras, baldes, rodos e panos,

A nossa capacidade e coluna cervical anseiam por novos planos,

Nosso grupo é coeso, sabe operar ferramentas inovadoras!

Somos Seres Humanos.

E sabemos mais:

Nosso trabalho é a nossa Auto Estima,

Tanto quanto o Salário ao fim do mês,

A Luta é o Nosso Combustível!

E por isso empunhamos nossas METAS E OBJETIVOS.

Levantai e dizei! Quais são eles, AMIGOS E AMIGAS?

-Fazer a defesa da categoria junto ao Governo do Estado e Municípios,

-Cobrar aplicação do Plano de Cargos e Carreira,

-Cobrar reabertura do Curso Pró-Funcionário,

-A ampliação do Curso de Nível Superior,

-O Concurso Público para suprir a falta de Servidores,

-O reajuste anual com reposição da Inflação e ganho real,

-Avaliar a Legalidade da Cobrança do MSPREV no Décimo Terceiro Salário,

-Reajuste acima da inflação,

-Carga horária de Seis horas,

-Aumento do Vale Alimentação,

-Lutar pelo Adicional de Insalubridade,

-Por um “Prêmio Destaque Administrativo”,

Pela criação de Gincana e um Show de Talentos,

-Pela Substituição automática ao colega enfermo,

-Pelo Quinquênio e Mudança de Letra…

-E etecetera…

———————

Caso algum dia este poema fique datado, ultrapassado,

É sinal de que essas metas e objetivos foram alcançados,

E já estarei aposentado…

E não precisarei mesmo passar em frente a esta escola,

Como disse aquele colega,

E tampouco frequentá-la.

Mas não será por preguiça ou mal agradecimento,

Cuspir no prato em que comeu.

É que a Escola já estará impregnada em mim,

Sem paredes, mesas, carteiras, cadeiras e relógio de ponto,

Muros, quadras, tarefas, pátios, lousas ou giz,

Ela será metafísica e eu não mais invisível,

Que por onde for a carregarei em mim, no meu íntimo,

E por ela não mais precisarei passar,

Pois seus ensinamentos levarei além mar…

Naquele dia de Vitória, amigos e amigas, nos reuniremos em uma festa,

Semelhante a esta,

E iremos comemorar Direitos Adquiridos, Causas Ganhas e Efetivadas!

O Saber, o Ensinar, o Aprender, o Valorizar farão morada em nós!

E enfim, brindaremos às nossas Lutas e Conquistas!

Para SEMPRE, mas principalmente JÁ! AGORA!

Porque somos A ALMA DA ESCOLA!

Marcio Ribeiro da Silva.

19-05-2022

Deixe um comentário