Filiado à

PRESIDENTE DO SINTED FALA SOBRE A APROVAÇÃO DO FUNDEB NO SENADO FEDERAL 1

PRESIDENTE DO SINTED FALA SOBRE A APROVAÇÃO DO FUNDEB NO SENADO FEDERAL

Na manhã de hoje (26), o SINTED, representado pela presidente Maria Diogo, concedeu uma entrevista ao RCN Notícias para falar sobre a vitória da educação, onde o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) foi aprovado integralmente na noite de ontem (25), no Senado Federal.

A mobilização, que devido à pandemia ocorreu por meio das redes sociais, foi um grande marco na vitória, com a união de trabalhadores e apoiadores da educação. A presidente explicou o que muda com a aprovação do fundo na educação e reforça que o Fundeb “não é somente para a valorização dos professores, mas também para o desenvolvimento e manutenção da educação pública”.

A PEC aprovada garante o aumento gradual dos recursos da União, que passará dos 10% atual para 23% a partir de 2026, garante, no mínimo, 70% dos recursos para o pagamento do salário de todos os profissionais da educação e torna o fundo permanente.

“Nosso papel como trabalhador e trabalhadora da educação é cobrar, então fomos atrás da senadora Simone Tebet, que cumpria agenda em Três Lagoas no mês de julho, e pedimos o seu apoio no Senado”, ressalta a presidente.

Na oportunidade, foi falado sobre a assembleia geral que será realizada na próxima quinta-feira (27), com a Rede Municipal de Ensino, para a votação acerca da prorrogação do Processo Seletivo para o ano letivo de 2021.

Foi reforçada a situação dos professores de Atividades Complementares e Projetos Socioeducacionais, aprovados no Processo Seletivo/2020, que não foram chamados para a contratação neste ano, deixando famílias desamparadas e desprovidas de remuneração durante uma crise sanitária mundial, no qual hoje dependem da aprovação da Administração Municipal para garantirem seus empregos.

A presidente falou também sobre a LC 173/2020, que traz retrocessos para todos os servidores públicos, congelando a realização do concurso público até o final do ano de 2021. “Nossa defesa será sempre por um concurso público. Já falamos para o prefeito que Três Lagoas necessita de um concurso. É urgente, não só para o magistério, mas também para o administrativo”, finaliza.

Confira a entrevista completa, clicando no link a partir dos 21:00 minutos. https://www.facebook.com/JPNewsMS/videos/4929344647090894/

Deixe um comentário