Filiado à

HÁ QUE SE POLITIZAR 1

HÁ QUE SE POLITIZAR

Por: Petrônio Filho – Dptº Imprensa e Divulgação

Acompanhando as postagens do nosso face e as curtidas e os comentários, notamos que o assunto que mais chamam atenção dos nossos filiados é a morte. Em segundo lugar ficam as postagens que mostram nossas pautas de luta. Compreendemos que os fatos pessoais normalmente nos chamam atenção e são sentimentais. Mas, é bom lembramos que o objetivo principal do nosso sindicato e, por adendo, deste face, é a luta pelos nossos direitos, a informação e a formação dos nossos filiados. Assim, é preciso que os (as) colegas leiam mais e comentem mais os temas informativos e formativos. Não é só a diretoria sindical que tem a obrigação de se informar e de empreender as lutas. Sozinhos, não somos nada. Precisamos de todos. 

Notamos também que muitos se posicionam mais de forma pessoal que ideológica nas eleições políticas. Isso nos trás grandes prejuízos porque dessa forma acabam escolhendo candidatos que não se afinam com os nossos objetivos enquanto profissionais da educação. Esses dois posicionamentos, o de cima e este, contribuem para dificultar as nossas lutas porque isso forma um hiato entre as nossas pretensões e as escolhas feitas. 

Toda essa situação demonstra a falta de uma politização melhor e de leitura da nossa realidade política. Há que se enxergar os posicionamentos dos candidatos ao longo de sua história política e/ou acompanhar as suas declarações durante as campanhas eleitorais. Há que se enxergar que o famoso “todos são iguais” é uma grande mentira e que existem diferentes partidos porque existem diferentes posições ideológicas. Há que se enxergar que é preciso diferenciar quem os apoia e quem nos ataca. Há que se enxergar que a corrupção deve ser combatida, mas que ela não é o nosso tema principal, mas sim a pobreza e as desigualdades que ainda se fazem presentes em nossa sociedade. 

Há que se politizar!

1 comentário em “HÁ QUE SE POLITIZAR”

Deixe um comentário