Filiado à

EE FERNANDO CORRÊA PROMOVE A CAMPANHA SETEMBRO AMARELO – TODOS PELA VIDA!

EE FERNANDO CORRÊA PROMOVE A CAMPANHA SETEMBRO AMARELO - TODOS PELA VIDA! 1

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria e o Conselho Federal de Medicina organizam o Setembro Amarelo e é no dia 10, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Desde o início do mês, na EE Fernando Corrêa várias ações simultâneas estão sendo promovidas e envolvendo todos os segmentos da comunidade escolar.

EE FERNANDO CORRÊA PROMOVE A CAMPANHA SETEMBRO AMARELO - TODOS PELA VIDA! 2

A profª Sandra Damasceno desenvolve o Projeto Gentileza com todos os estudantes do ensino médio durante todo o ano letivo, e nesse mês desenvolveu ações juntamente com os demais professores, de forma interdisciplinar sobre o tema Setembro Amarelo. Os estudantes produziram cartões com mensagens de apoio e solidariedade, sendo que estes foram distribuídos nas salas de aula.

EE FERNANDO CORRÊA PROMOVE A CAMPANHA SETEMBRO AMARELO - TODOS PELA VIDA! 3

Todos os segmentos da comunidade escolar vestiram a camisa literalmente do tema Setembro Amarelo em um dia da semana, para enfatizar o sentimento de solidariedade com o próximo, para que os estudantes mais fragilizados se sintam acolhidos e saibam que não estão sozinhos.

EE FERNANDO CORRÊA PROMOVE A CAMPANHA SETEMBRO AMARELO - TODOS PELA VIDA! 4

Além das ações do projeto Gentileza, todo o ambiente escolar reporta às ações da campanha. A profª Rosemary Hipólito confeccionou painéis para alegrar alguns pontos da escola e a profª Glauciane Pereira colocou em murais as produções dos estudantes sobre autocuidado e frases de motivação, bem como os professores do Projeto de Vida têm dialogado sobre as dores da alma e as questões socioemocionais.

EE FERNANDO CORRÊA PROMOVE A CAMPANHA SETEMBRO AMARELO - TODOS PELA VIDA! 5

Para a diretora adjunta Selma França, as ações da campanha Setembro Amarelo é de suma importância: “Na verdade, as ações de acolhimento aos estudantes vêm sendo feitas desde o retorno às aulas presenciais, uma vez que nos deparamos com casos de alunas com crises de ansiedade e pânico, porque o isolamento social durante a pandemia vem deixando suas sequelas, daí a importância de toda a mobilização da campanha.”

EE FERNANDO CORRÊA PROMOVE A CAMPANHA SETEMBRO AMARELO - TODOS PELA VIDA! 6

A EE Fernando Corrêa hoje possui quase 1.300 estudantes matriculados e a grande maioria está frequentando a escola presencialmente, de forma escalonada e híbrida, sendo que apenas 16% do alunado permanece no ensino remoto. Considerando-se a boa organização da escola e os esforços coletivos para manter as medidas de biossegurança, todos os segmentos da comunidade escolar promovem esforços voltados ao autocuidado, bem-estar coletivo e à corresponsabilização de um ambiente propício à boa convivência e à aprendizagem.

EE FERNANDO CORRÊA PROMOVE A CAMPANHA SETEMBRO AMARELO - TODOS PELA VIDA! 7

Membros são empossados no Primeiro Conselho Municipal da Diversidade Sexual LGBT em Três Lagoas

Na tarde de ontem, terça-feira (31), parte dos membros do Conselho Municipal da Diversidade Sexual LGBT estiveram no gabinete da Prefeitura ao lado do vice-prefeito Paulo Salomão e a Diretora do Departamento de Políticas Públicas e Relações Institucionais e Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Rosires Magalhães, para serem empossados. Este é o primeiro Conselho não só do Município, mas do Estado de Mato Grosso do Sul.

Paulo Salomão, representando o prefeito Angelo Guerreiro que não pode participar em virtude de compromissos da agenda, parabenizou a todos e lembrou sobre o momento ser histórico. “Parabéns a todos pela boa vontade em participar de um conselho que, além de histórico, é de extrema importância para a sociedade. O mandato passa rápido, mas o legado permanece, por isso, em nome de toda a Prefeitura, agradeço o compromisso e empenho de vocês”, disse.

Representando o Poder Público, o titular Edmilson Cardoso da Cruz agradeceu a oportunidade e, em sua fala, lembrou da história do Conselho que começou seu trabalho em 2009 no Primeiro Seminário colocando o assunto em pauta nacional.

Membros são empossados no Primeiro Conselho Municipal da Diversidade Sexual LGBT em Três Lagoas 8

“Nós como comunidade LGBT+ agradecemos a todos, principalmente ao prefeito Angelo Guerreiro, que sempre nos apoiou em todos os espaços, desde a Assistência até aqui no Gabinete, mostrando que é um gestor que pensa na comunidade em geral. Esse momento é importante para que a nossa luta continue”, disse.

Estiveram presentes no encontro para posse Paula Martinelly Ribeiro Bruno como titular e representante ATGLT; Guilherme Barbosa Leles, titular da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC); Ariel de Jesus Silva, suplente representante da ADUFMS e SISTA e Eduardo Jeronymo Silva, Suplente representante de Escola de Samba Estação I.

Prefeitura Municipal de Três Lagoas

HÁ QUE SE POLITIZAR

HÁ QUE SE POLITIZAR 9

Por: Petrônio Filho – Dptº Imprensa e Divulgação

Acompanhando as postagens do nosso face e as curtidas e os comentários, notamos que o assunto que mais chamam atenção dos nossos filiados é a morte. Em segundo lugar ficam as postagens que mostram nossas pautas de luta. Compreendemos que os fatos pessoais normalmente nos chamam atenção e são sentimentais. Mas, é bom lembramos que o objetivo principal do nosso sindicato e, por adendo, deste face, é a luta pelos nossos direitos, a informação e a formação dos nossos filiados. Assim, é preciso que os (as) colegas leiam mais e comentem mais os temas informativos e formativos. Não é só a diretoria sindical que tem a obrigação de se informar e de empreender as lutas. Sozinhos, não somos nada. Precisamos de todos. 

Notamos também que muitos se posicionam mais de forma pessoal que ideológica nas eleições políticas. Isso nos trás grandes prejuízos porque dessa forma acabam escolhendo candidatos que não se afinam com os nossos objetivos enquanto profissionais da educação. Esses dois posicionamentos, o de cima e este, contribuem para dificultar as nossas lutas porque isso forma um hiato entre as nossas pretensões e as escolhas feitas. 

Toda essa situação demonstra a falta de uma politização melhor e de leitura da nossa realidade política. Há que se enxergar os posicionamentos dos candidatos ao longo de sua história política e/ou acompanhar as suas declarações durante as campanhas eleitorais. Há que se enxergar que o famoso “todos são iguais” é uma grande mentira e que existem diferentes partidos porque existem diferentes posições ideológicas. Há que se enxergar que é preciso diferenciar quem os apoia e quem nos ataca. Há que se enxergar que a corrupção deve ser combatida, mas que ela não é o nosso tema principal, mas sim a pobreza e as desigualdades que ainda se fazem presentes em nossa sociedade. 

Há que se politizar!

Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional

Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 10

O último fim de semana foi de emoção e superação para diversos estudantes do Estado, incluindo de Três Lagoas. Aconteceu em Campo Grande os Jogos Escolares da Juventude 2021, reunindo representantes de colégios de 23 cidades sul-mato-grossenses nas modalidades individuais e dupla.

Sob a realização da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (FUNDESPORTE), esta edição marca o retorno das competições estaduais desde o início da pandemia da COVID-19.

NATAÇÃO

Neste ano, Três Lagoas foi destaque com todas as honras na Natação, estando no pódio em quatro provas. Foi o atleta Renan Okamoto Zagonel (COLÉGIO FUNLEC) quem brilhou na piscina olímpica do Rádio Clube Cidade e conquistou 04 medalhas, sendo 02 medalhas de prata nos 400 metros livre e 200 metros Medley, e 02 ouros, na modalidade borboleta 50 e 100 metros.

BADMINTON

No badminton individual, Ketulyn Gabrielly (Escola Estadual Luiz Lopes de Carvalho) chegou com tudo e garantiu o primeiro lugar da competição, seguida por Larissa Aquino, de Nioaque. A atleta Tainara Malaquias, também de Três Lagoas, ficou em terceiro lugar.

Em dupla, Erick Amorim e Eduardo Calixto (representando LULOCA) conquistaram a quarta medalha de ouro de Três Lagoas ao vencerem a final contra a dupla de Nioaque, Jhonatan e Everton. Na final do individual, Erick enfrentou Daniel de Oliveira, de Sonora, e garantiu-se vice-campeão.

VÔLEI DE PRAIA E XADREZ

Completando o quadro de medalhas 2021, o xadrez teve o jovem Arthur Neres da Escola Estadual João Magiano Pinto (JOMAP) entre os três melhores da competição, sendo medalha de bronze. O terceiro lugar no vôlei de praia masculino ficou para a dupla de Três Lagoas, Endrick Augusto e João Gabriel, também da LULOCA.

Com este resultado, Renan, Ketullyn e a dupla Erick e Eduardo estão classificados para os Jogos Escolares Brasileiros, que acontecerão de 29 de outubro a 02 de novembro no Rio de Janeiro.

Confira as fotos:

Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 11
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 12
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 13
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 14
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 15
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 16
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 17
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 18
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 19
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 20
Jogos Escolares – Atletas de Três Lagoas conquistam 04 medalhas de ouro, 03 prata e 02 bronze nas modalidades individuais e garantem vaga na fase nacional 21

Prefeitura Municipal de Três Lagoas

Parabéns a todos os alunos que participaram da competição. E desde já, o SINTED deseja boa sorte para as próximas etapas!

O VESTIBULAR E A REALIDADE ESTUDANTIL

O VESTIBULAR E A REALIDADE ESTUDANTIL 22

“As perdas do nível de aprendizagem esperado para os alunos da última série do ensino médio, especialmente em matemática, por causa das dificuldades decorrentes do fechamento das escolas durante a pandemia, trouxeram problemas graves para o próximo vestibular das universidades públicas. De que modo elas podem exigir dos vestibulandos conhecimentos que não tiveram condições de aprender?” Este é o parágrafo inicial do Estadão (19/08/21) sob o título “A matemática e os vestibulares”.  

Fui um estudante que tentou vaga para Medicina na UFMS. Fui derrotado pela Matemática! Ora, a Matemática, assim como outras ciências exatas como a Física, exige alto grau de abstração e de raciocínio. Os estudantes que têm dificuldades de concentração ou de entendimento precisam de apoio bem próximo dos professores e de tempo para absorver o explicado, mas a estrutura do nosso ensino não permite. Também muitos professores apresentam dificuldades didáticas.  

Outro grande problema do nosso ensino é a falta de aulas o suficiente (um só turno) para que o professor possa trabalhar com mais calma os alunos, além de os conteúdos estarem, em minha opinião, fora da realidade dos educandos. Também os vestibulares cobram acima do nível de aprendizado da grande maioria dos estudantes, notadamente os da rede pública, provocando uma verdadeira corrida para os “cursinhos” para recuperarem o que perderam. Aí, aqueles que não têm renda suficiente para pagar aqueles cursos, ficam na berlinda da concorrência.  

Este país tem o grande defeito de querer colocar um litro de água em um copo de 300 ml, ou seja, quer fazer tudo o mais rápido possível, com o maior número de conteúdos possível, como se isso fosse resolver o nosso problema de deficiência cultural. Esquecem que a pressa é inimiga da perfeição! Se não  reorganizarmos o nosso sistema de ensino dentro da realidade dos nossos alunos, continuaremos em uma louca corrida do atropelamento da aprendizagem.  

Petrônio Filho – Dptº Imprensa e Divulgação

ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS

ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 23

Para dar vida à escola e trazer cultura para os alunos, duas administrativas da Escola Municipal Joaquim Marques de Souza trabalharam em conjunto colorindo as paredes da escola, recriando grandes obras de Ivan Cruz, artista brasileiro conhecido por retratar brincadeiras antigas de criança.

Natália Alves de Lima Pinto é a idealizadora do projeto e responsável pelos desenhos. Ela relata que é a primeira vez que desenhou nas paredes. “Eu fiz um estágio obrigatório na educação infantil porque sou acadêmica em pedagogia na UFMS e, na época, o nosso projeto era com as obras do Ivan Cruz. Eu gostei muito das obras dele, então trouxe a ideia de nós fazermos as pinturas aqui, para trazer alegria e tirar um pouco dessa seriedade que a escola apresenta, deixando mais colorido”, explica.

ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 24

Complementando o trabalho de sua parceira, Conceição Aparecida de Castro de Matos dos Santos contribuiu colorindo as paredes, sendo também sua primeira vez na arte de dar vida aos desenhos. “Eu aprendi muito com a Natália, ela sempre foi empenhada em enfeitar a escola com vários projetos. Todo o trabalho exposto na parede é ela quem tem a iniciativa, e eu auxilio. Aprendi a recortar, pintar… Essa foi a primeira vez que pintei e gostei”, relata.

O projeto iniciou na pandemia, no período em que as aulas estavam suspensas. A escola estava terminando uma reforma e todo o material utilizado nas pinturas foi de um reaproveitamento das obras, onde Natália e Conceição usavam o restante das tintas brancas e misturavam com tinta guache para dar cor.

ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 25

Segundo Natália, o projeto trouxe a oportunidade de a criança ter uma cultura mais elaborada, já quem nem todos têm acesso e conhecem o artista brasileiro. “É deixar marcado na memória da criança e ela poder entender que hoje não é só na tecnologia, mas que ela pode encontrar alegria em uma brincadeira e também se socializar. E isso tudo trazendo uma estética diferente para a escola, porque muitos falam que a escola parece uma prisão, mas a escola, na verdade, proporciona liberdade”.

Além disso, as administrativas ressaltam que os pais dos alunos podem se identificar com as pinturas, ao passar pelos corredores, revivendo a infância. “Às vezes a pessoa não tem tempo pra lembrar, com a correria do dia a dia, mas quando esses pais olham para as paredes, como já aconteceu com muitos aqui, acaba atingindo eles também e, quem sabe, nesse momento, eles possam parar pra refletir e pensar: ‘Poxa, será que realmente estou acompanhando meus filhos de perto? Será que estou dando o carinho necessário? ’”, diz Conceição.

ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 26

As educadoras já estão com várias ideias para novos projetos, como a amarelinha e o alfabeto de libras. Elas também planejam dar continuidades nas pinturas, porém trazendo obras dos próprios alunos. Outro projeto feito por elas é o jardim da escola, em que recebem doações de flores e vasos para decorar o espaço.  

ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 27

Natália finalizou agradecendo a Diretora Maria Ferreira Sindor e o Diretor-Adjunto Fabrício Araújo Gonçalves pelo apoio e incentivo. “Se não tivéssemos o apoio dos diretores, nós não conseguiríamos. Infelizmente, a nossa função de auxiliar de escola não é valorizada, mas eles conseguem olhar para nós e ver algo diferente, nos dando todo o apoio necessário para que tudo isso aconteça. Todas as vezes que chegamos e falamos das nossas ideias, eles estão disponíveis para nos ouvir”.

A diretora Maria Ferreira expressa seu orgulho e gratidão por todo o trabalho feito. “As crianças ficaram encantadas quando voltaram para a escola, então é muito bom recebermos os alunos felizes. Os projetos são ótimos, eu incentivo, enalteço e agradeço. Elas são maravilhosas e dão vida para a escola. Não tenho nem como agradecê-las”, finaliza.

O SINTED parabeniza as educadoras Natália e Conceição que, com carinho e olhares para nossas crianças, transformam o ambiente escolar em um lugar cheio de vida e aprendizado.

Gostou do projeto? Você pode ajudar também! A escola aceita doações de vasos, flores e materiais para pinturas. Basta deixar na recepção da unidade, localizada no endereço Rua Alaor Pimenta de Queiroz Nº1667 – Bairro Vila Alegre.

Confira mais fotos:

ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 28
ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 29
ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 30
ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 31
ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 32
ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 33
ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 34
ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 35
ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 36
ADMINISTRATIVAS DA E.M. JOAQUIM MARQUES DE SOUZA RECRIAM OBRAS DE IVAN CRUZ, TRAZENDO VIDA PARA A ESCOLA E ALEGRIA PARA OS ALUNOS 37

É DEVAGAR, DEVAGARINHO E COM CARINHO

É DEVAGAR, DEVAGARINHO E COM CARINHO 38

Por: Petrônio Filho

‘Temos que recuperar o que os alunos perderam com a pandemia!”. 

Este é o grito de educadores, pais, dirigentes e da imprensa. Mas o que é “recuperar”? Ao que parece, neste país, recuperar é “passar de ano” o mais rápido possível para “não perder tempo”! Seria isso o correto? Afinal o que é realmente “recuperar”? Acredito que recuperar é uma espécie de reinício, ou seja, resgatar aquilo que se perdeu. O resgate se torna eficiente se ele acontecer de forma harmoniosa, buscando o reaprender, sem pressa. 

Não adianta termos uma grande leva de estudantes em determinada série sem que eles tenham conhecimentos suficientes para estarem lá. Esse acúmulo de deficiências que os estudantes adquirem a cada ano escolar contribui muito para a sua futura deficiência profissional e na sua formação geral. Este país necessita de pessoas capacitadas para desempenharem o seu papel social de forma eficiente para que consigamos evoluir na direção de uma sociedade desenvolvida em todos os sentidos. 

Para uma recuperação eficiente torna-se necessário um bom treinamento dos educadores, principalmente na parte didático-pedagógica. É necessário que os mestres tenham a convicção de que devem fazer o máximo possível para recuperar os conhecimentos que seus alunos devem ter para que possam continuar com seus estudos de forma harmoniosa. Aqui entra toda uma estrutura de preparo por parte das secretarias de educação dos estados e dos municípios, capitaneados pelo Ministério da Educação. 

Infelizmente o MEC lava as mãos ao não tomar atitudes em conjunto com as secretarias de educação no sentido de promover formas de recuperação dos estudantes. O ministro da educação, Milton Ribeiro, que só se preocupa com questões ideológicas, deve isso para os brasileiros. O que não se pode esquecer é aquela regra: “A pressa é inimiga da perfeição!”. 

ALUNOS DA EE FERNANDO CORRÊA SÃO CLASSIFICADOS NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA (OBA)

ALUNOS DA EE FERNANDO CORRÊA SÃO CLASSIFICADOS NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA (OBA) 39

Sob a organização do professor Alan Francis e da coordenadora Tays Fonseca, com a colaboração dos professores de Ciências e Física, 11 estudantes da EE Fernando Corrêa foram classificados na OBA, onde concorreram com escolas privadas e institutos federais.

A OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica) é uma competição que tem por objetivos fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia e pela Astronáutica e ciências afins, promover a difusão dos conhecimentos básicos de uma forma lúdica e cooperativa, mobilizando alunos, professores, pais e escolas.

São medalhistas de ouro os estudantes Beatriz D. Francisco (9º B), David S. Rocha (9º A), Manassés G. S. Oliveira (7º A), Renata O. Souza (7º B), Samara V. M. Uehara (9º A); medalhistas de prata Ana Vitória R. Moreira (7º C), Antony G. S. Lima (9º B), Arthur C. S. Borges (6º E) e medalhistas de bronze Allan S. X. Barbosa (8º A) e Tayla Victória C. Dias (6º E) e Caio Alves B. de Souza (1º A).

Os estudantes medalhistas Beatriz Dias Francisco, Caio Alves Bragatto de Souza e David dos Santos Rocha agora entrarão para uma nova fase, tendo sido pré selecionados para a fase de treinamento on-line que ocorrerá em setembro, outubro e dezembro deste ano. Após o treinamento, os estudantes que obtiverem os melhores resultados, poderão compor as equipes brasileiras das Olimpíadas Internacionais de Astronomia de 2022, que inclui a XV International Olympiad of Astronomy and Astrophysics e a XIV Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica.

ALUNOS DA EE FERNANDO CORRÊA SÃO CLASSIFICADOS NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA (OBA) 40

Destaque em outras olimpíadas

A EE Fernando Corrêa todos os anos se destaca em várias olimpíadas, inclusive, na Obmep tem medalhistas desde o ano de 2006 e recentemente foi selecionada para integrar o programa internacional Escolas 2030, tornando-se uma referência na educação integral e inovadora no país.

Para a diretora Sonia Barbosa, “é muito gratificante ver os resultados, pois a escola se dedica à qualidade do ensino e à formação integral dos estudantes, de forma que consigam essas importantes conquistas ao longo da sua trajetória escolar. Que venham os próximos desafios!”.

O SINTED parabeniza a escola Fernando Corrêa, em especial, os alunos e profissionais da educação envolvidos na competição, dando muito orgulho para a educação do nosso município. Parabéns!

“O Futuro do Brasil passa pela educação pública de qualidade”.

#EducaçãoPública #EducaçãodeQualidade

Confira mais fotos:

ALUNOS DA EE FERNANDO CORRÊA SÃO CLASSIFICADOS NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA (OBA) 41
ALUNOS DA EE FERNANDO CORRÊA SÃO CLASSIFICADOS NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA (OBA) 42
ALUNOS DA EE FERNANDO CORRÊA SÃO CLASSIFICADOS NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA (OBA) 43
ALUNOS DA EE FERNANDO CORRÊA SÃO CLASSIFICADOS NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA (OBA) 44

Piso dos professores: Câmara aprova recurso para votar reajuste em Plenário

Piso dos professores: Câmara aprova recurso para votar reajuste em Plenário 45

Inimigos da Educação: os deputados de MS, Loester Trutis e Luiz Ovando, ambos do PSL, votaram contra a Educação.

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (17), por 225 votos, o recurso contra a apreciação conclusiva do Projeto de Lei 3776/08, do Poder Executivo, que reajusta o piso salarial nacional dos professores pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado nos 12 meses anteriores.

Dessa forma, o projeto deve ser analisado pelo plenário da Casa e não será submetido à sanção presidencial. A diferença de votos foi de apenas três a favor do recurso: foram 225 votos a favor e 222 contra.

Da bancada de Mato Grosso do Sul, Loester Trutis e Luiz Ovando, ambos do PSL, votaram contra a Educação, para acabar com o Piso do Magistério. Os outros deputados Beto Pereira (PSDB), Bia Cavassa (PSDB), Dagoberto Nogueira (PDT), Fábio Trad (PSD), Rose Modesto (PSDB) e Vander Loubet (PT) se manifestaram a favor da Educação.  

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação veio a público nas redes sociais pressionar deputados/as para que suspendessem a votação do recurso 108. “O piso do Magistério é a principal política de valorização dos professores e professores do ensino básico público. O recurso 108, colocado em votação nesta terça, sem nenhum debate, acaba com a perspectiva de valorização do Magistério “, assegurou a CNTE.

>> SAIBA QUEM VOTOU A FAVOR E CONTRA A REDUÇÃO DO PISO DO MAGISTÉRIO (Quem votou “NÃO” tentou acabar com o Piso do Magistério nesta terça. Quem votou “SIM” votou pela educação).

Entenda

O recurso foi liderado pela governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), que à época era deputada federal, e mais 57 deputados contra o parecer do relator da CFT na época, deputado José Guimarães (PT-CE).

O parecer conclusivo da Comissão de Finanças e Tributação (CFT) é contra substitutivo do Senado, mantendo o parecer da Câmara aprovado em 2009 a favor do texto original.

>> Piso do Magistério: contra a desapensação, a urgência e o conteúdo do PL 2.075 / 2021

CNTE com informações de Campo Grande News.

REFORMA ADMINISTRATIVA: POLÍTICA NO FUNCIONALISMO!

REFORMA ADMINISTRATIVA: POLÍTICA NO FUNCIONALISMO! 46

Por: Petrônio Filho

Primeiro presidente eleito após o fim da ditadura militar, Fernando Collor de Melo teve como mote de sua campanha a “caça aos marajás”. Naquela época a imprensa e o povo em geral atacavam os altos escalões governamentais, com grandes salários, criados durante aquele regime. Collor utilizou-se disso para atacar o funcionalismo público, taxando todos de “marajás”, o que o elegeu. Na sua gestão, demitiu grande parte dos servidores federais, provocando mais ainda a precariedade no atendimento à população. A reação foi em cadeia: as empresas privadas, notadamente os bancos, também seguiram o presidente, desempregando milhões de brasileiros.  

A ideia do chamado “estado mínimo”, ou seja, com poucas atribuições dos governos junto à população, tem como objetivo priorizar a iniciativa privada, não se levando em conta as grandes diferenças sociais da população. Esse ideal é defendido pelos partidos políticos mais conservadores e à direita do espectro ideológico. Fernando Henrique Cardoso foi outro presidente que abraçou essa ideologia, inclusive alcunhando os aposentados de “vagabundos”. Tanto com Collor como com FHC os sindicatos tiveram grandes dificuldades em avançar nas conquistas por melhores salários e condições de trabalho. Lula e Dilma mudam o direcionamento governamental, reconhecendo o importante papel do serviço público para o atendimento às necessidades básicas da população. Durante seus governos o funcionalismo público avança em suas conquistas. A queda de Dilma, com a ascensão de Temer, o projeto de desmonte dos direitos trabalhistas volta com força. Aprovam-se as reforma trabalhista e previdenciária, com grandes perdas para os trabalhadores.  

A eleição de Bolsonaro nos remete aos ataques constantes aos trabalhadores, onde seu ministro da economia, Paulo Guedes, tenta de todas as formas impor uma agenda neoliberal, entre elas a reforma administrativa. Essa reforma acaba com boa parte das carreiras públicas, acaba com o processo de concursos para boa parte delas, cria um sistema que pode permitir ingerência política no serviço público e termina com a estabilidade em muitos cargos, dividindo os servidores em muitas categorias diferentes. Nesse sistema, os trabalhadores estarão sujeitos às pressões das chefias e de políticos, comprometendo a norma da impessoalidade e da independência do serviço público, causando grandes prejuízos à população e permitindo mais ainda as fraudes, isso sem falar das perseguições que os servidores sofrerão. Se o Congresso Nacional aprovar essa reforma, estará prestando um grande desserviço ao povo brasileiro.