Filiado à

AFASTAMENTO DE SERVIDORES NÃO É O REAL MOTIVO QUE OCASIONOU A SUSPENSÃO DAS AULAS PRESENCIAIS NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO 1

AFASTAMENTO DE SERVIDORES NÃO É O REAL MOTIVO QUE OCASIONOU A SUSPENSÃO DAS AULAS PRESENCIAIS NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

Prefeito, essa conquista é da categoria!

A prefeitura Municipal de Três Lagoas publicou uma matéria no dia 15 de março de 2021 com a seguinte manchete “Afastamentos de servidores comprometem protocolo de segurança nas escolas e prefeito e secretários de TL decidem suspender aulas da Rede Municipal por 15 dias”.

Queremos reforçar que o afastamento de servidores não foi o real motivo que ocasionou a suspensão das aulas presenciais e sim o colapso no sistema hospitalar devido a proliferação do vírus nas escolas e CEIs que denunciávamos cotidianamente, acrescida a uma análise da conjuntura sanitária nacional, estadual e municipal. Segundo o boletim oficial epidemiológico publicado no dia 17 de março, as UTIs estão com 90% de ocupação, restando apenas quatro leitos na enfermaria e UTI pública. Na última terça-feira, nosso estado registrou 39 mortes, número recorde desde o início da pandemia.

O SINTED vem recebendo denúncias diariamente de educadores suspeitos e positivos por Covid-19. Só na Rede Municipal, confirmamos 35 casos, inclusive com casos de internação em UTI. A Secretaria Municipal de Saúde anunciou na última segunda-feira, 104 casos de profissionais afastados, número que condiz com o levantamento do nosso sindicato por meio das denúncias.

Elaine Fúrio, secretária de Saúde do Município, disse em entrevista para a matéria que os servidores “ainda estão como suspeitos, ou seja, não temos ainda confirmação, mas estamos juntos para que as crianças e servidores consigam estudar e trabalhar em um ambiente seguro”. Com esta fala, garantimos que esses 35 profissionais contaminados é um número grave e alarmante para um município, que até então estava restringindo locais públicos, com exceção da educação.

Sendo assim, o encerramento das aulas presenciais é o mínimo que a administração deveria fazer, depois da árdua luta dos profissionais da educação que estavam arriscando suas vidas e famílias por algo que poderia ser evitado, desde o início do ano letivo.

Portanto, imputar o afastamento dos servidores suspeitos e positivados soa como omissão dos fatos concretos e reais que decretaram a suspensão das aulas presenciais em nosso município. Continuamos e continuaremos lutando pela vida dos profissionais da educação e comunidade escolar.

#UseMáscara

#EviteAglomerações

#VacinaJá!

#Ensinoremoto

#RevezamentodosAdministrativos

Deixe um comentário